Pular para o conteúdo principal

5 dicas para ser mais feliz no trabalho hoje



Ser infeliz no trabalho não só afeta o seu humor como também atrapalha a sua produtividade, o que pode ter efeitos negativos sobre o faturamento da sua empresa. Te liga nas dica: 


1. Fique no presente. “Muitos dos nossos pensamentos negativos vêm de preocupações acerca de situações que talvez nem aconteçam”, diz Beth. É fato que empreendedores têm que fazer planos de contingência com frequência. Porém, pensar constantemente no pior que pode acontecer é estressante para o seu corpo e a sua mente e drena recursos pessoais que poderiam ser usados de forma mais produtiva.




“A melhor maneira de lidar com pensamentos negativos é separar a ficção do fato”, afirma Beth. Por isso, na próxima vez em que você se encontrar de frente com um pensamento negativo, analise a situação e se pergunte se você está reagindo a uma situação real ou imaginada.

2. Pense positivamente. Transformar pensamentos negativos em positivos pode ajudá-lo a melhorar o seu humor e a sua mentalidade. “Toda vez que um pensamento negativo entrar na sua cabeça, pare e pense em algo positivo,” diz Beth. Faça isso por algumas semanas e você notará rapidamente a criação de um novo hábito que irá aumentar a sua felicidade, não só no trabalho como na vida pessoal.

3. Ajude os outros. Há várias maneiras de prestar apoio – você pode se envolver em atividades filantrópicas ou ajudar os seus funcionários a melhorar em seus trabalhos. Beth conta que a generosidade é o segredo da felicidade duradoura. “A felicidade no trabalho não está no que você conquista sozinho. Não está em ficar bem na fita, e sim em fazer com que todos da sua equipe melhorem o empenho.”

Algo que pode contribuir para a felicidade de todos no ambiente de trabalho é designar tutores – colaboradores experientes que aconselham trabalhadores mais juniores. Outra opção é envolver os funcionários em alguma atividade caridosa.

4. Dê um tempo. Apesar de empreendedores serem motivados por estresse positivo, que tende a ser motivador, é importante reconhecer quando o seu corpo e a sua mente precisam de um descanso. “Mesmo que você goste do seu trabalho, o estresse pode ser maçante ao ponto de te deixar infeliz”, diz Beth. Tire alguns dias para você ou então ache alguma maneira de se descontrair depois do horário de trabalho ou nos fins de semana. Assim, você conseguirá descansar a sua mente, se divertir e se rejuvenescer.

5. Pratique a gratidão. A felicidade vem principalmente do reconhecimento e apreciação pelo que você já tem. Antes de começar a trabalhar, pense em cinco coisas pelas quais você sente gratidão. Faça a mesma coisa antes de encerrar o expediente. Assim, você treina o seu cérebro para pensar de forma positiva.

Referência: Beth Thomas, autora do livro “Powered by Happy: How to Get and Stay Happy at Work” (Energizado pela Felicidade: Como se Tornar e Ficar Feliz no Trabalho). 







Especialista em Gestão Estratégica de Pessoas










Para fins de direitos autorais de imagem declaro que a foto usada no post não é de minha autoria e que os autores não foram identificados. 





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Terceiro Setor: Características e Classificação

O Terceiro Setor apresenta uma complexidade de assuntos relevantes que podem se desdobrar em temas de diversas áreas do conhecimento, desde as ciências humanas até a aplicação da tecnologia da informação na estruturação das redes de entidades.  Características :  Os principais objetivos são sociais, em vez de econômicos; Não distribuem lucro a seus administradores e proprietários;  Possuem alto nível de voluntariado e participação da sociedade; As atividades e objetivos são decididas por seus membros; Organização: São organizadas formalmente; Possuem estrutura interna; Objetivos formais; Distinção entre sócios e não-sócios; A dministram as próprias atividades; Normalmente são regidas por um Conselho;    No Brasil as organizações do terceiro setor classificam como: Empreendimentos sem fins lucrativos Fundações empresariais Igrejas e instituições religiosas ONGs e movimentos sociais O Terceiro Setor, ao contrário de organizações d

O que te atrai?

As possibilidades de desenvolvimento de carreira permanecem no topo da lista dos fatores que atraem profissionais para uma determinada empresa, e são consideradas mais importantes que um salário alto, com bons benefícios. Essa é a principal conclusão de uma pesquisa feita pelas consultorias LAB SSJ e Clave, realizada com 10 000 pessoas. De acordo com os entrevistados, as empresas mais atrativas são aquelas que oferecem os seguintes itens: 1- Perspectivas de carreira futura (13%) 2- Reconhecimento e valorização (11,5%) 3- Desenvolvimento de novas capacidades, cursos e treinamentos (10,3%) 4- Remuneração competitiva em relação ao mercado (6,9%) 5- Ótimos benefícios (6,7%) 6- Equilíbrio entre trabalho e vida pessoal (5,8%) 7- Desafios e responsabilidades relevantes (5,4%) Com base na opinião dos pesquisados, o estudo também listou as organizações brasileiras que mais oferecem os fatores mencionados acima, a saber: 1- Petrobrás 2- Vale 3- Google 4- Coc

5 casos bizarros de infantilidade no ambiente de trabalho

A máxima “não sabe brincar, não desça para o playground” parece servir para alguns adultos com síndrome de Peter Pan no mundo corporativo. Pesquisa realizada pelo Career Builder com 5 mil profissionais mostra que de 3 a cada 4 já presenciaram comportamentos dignos de um jardim de infância no escritório. 1. O dono da birra Dono da empresa costumava fazer birra, gritar e bater portas quando as coisas não caminhavam do jeito que ele queria. 2. Esconde-esconde Funcionário se escondia na empresa para fugir de deveres e obrigações do expediente 3. Armação ilimitada Funcionário armou uma cilada com o objetivo de colocar um colega de trabalho em apuros. Este tipo de comportamento também aparece na lista das puxadas de tapetes mais comuns no ambiente de trabalho. 4. O comilão Funcionário tinha por hábito atacar a comida alheia que estava na geladeira da empresa e deixar colegas de barriga vazia durante o expediente. 5. Almoço eterno Funcionário sa