Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro 18, 2011

Jovens são mais felizes no trabalho

Pesquisa   recente da consultoria Mercer revela que os trabalhadores com idade até 34 anos tendem a estar mais satisfeitos com seus empregadores e com a empresa em comparação com os colegas  seniores . Mas isso não significa que as teorias sobre a   geração Y   estão erradas. De acordo com o levantamento, os profissionais com menos de 25 anos são os que mais consideram mudar de emprego nos próximos anos. Segundo o estudo, uma das explicações para esse comportamento é que os jovens enxergam o emprego como uma experiência de curto prazo e transitório. Os trabalhadores mais felizes, de 16 a 24 anos, se encontram na   França   e na   Cingapura . Os países marcaram 14 e 11 pontos, respectivamente a mais que a média mundial. No caso de funcionários com idade entre 25 e 34 anos, a   China   e França empatam com cinco pontos a mais que a pontuação média global para esses mercados. A pesquisa também indica que as opiniões entre os jovens sobre pacote de benefícios são di

Twitter é mais eficaz que Procon

Os consumidores que usam o Twitter para reclamar obtêm uma resposta até 8,4 mil vezes mais rápida do que se procurassem ajuda pelo Procon. Pelo Facebook, a eficiência pode ser até 1,4 mil vezes maior. Os números saíram hoje no site do Estadão, e foram baseados em uma pesquisa divulgada pela Folha.com, segundo a qual as reclamações que chegam às empresas pelo chamado SAC 2.0 (redes sociais), dão muito mais resultado porque atingem diretamente a imagem das marcas. A eficiência é, inclusive, maior do que a do Procon. Por esses canais, os protestos dos consumidores acabam se espalhando entre amigos e conhecidos, tornando-se uma bola de neve e chegando a cada vez mais gente. Outra saída, bem mais visível aos consumidores - e perigosa à imagem das empresas quando elas não agem corretamente - é o site Reclame Aqui. O serviço atua como um canal online direto de comunicação entre consumidor insatisfeito e marca. No ano passado, o site registrou uma média de 4 milhões de visitas